Últimos assuntos
» [Parceria] Saint Seiya RPG - Santuário RPG
Qui Jun 29, 2017 2:08 pm por Sazaki

» [Parceria] Naruto Survival RPG
Dom Jun 18, 2017 2:43 pm por Survival_Naruto

» Finalmente, o fim do FTA
Qui Abr 06, 2017 8:25 pm por Lord.Kiaro

» Teste de templates
Qui Abr 06, 2017 3:48 pm por Raizen

» [Parceria] Grim Gale
Qui Mar 09, 2017 10:52 am por Grim Gale

» Nascimento TFA
Dom Fev 26, 2017 6:36 pm por Lord.Kiaro

» Previsões?
Sex Fev 10, 2017 7:44 am por Erj Euclid

» Parceria Naruto Tte Bayo
Dom Dez 18, 2016 9:32 am por Aegon

» Hoorii Raito
Qua Nov 16, 2016 2:17 pm por GM.Jin

» Nova Lore
Ter Nov 15, 2016 1:47 pm por GM.Jin

» Mia Avaron
Ter Nov 15, 2016 1:39 pm por GM.Jin

» Aohana Yume
Ter Nov 15, 2016 1:38 pm por GM.Jin

» Ajani Stiegen
Ter Nov 15, 2016 10:43 am por GM.Jin

» I - First
Ter Nov 01, 2016 10:58 am por ADM.Ideo

» Alissa Sena
Dom Out 23, 2016 6:54 pm por GM.Jin


2: Rise Of The Temples

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

2: Rise Of The Temples

Mensagem por Lord.Kiaro em Qua Out 02, 2013 10:02 pm


Capítulo 2

Rise of the Temples




Sandoragon:




Durante muitos anos muitos dos habitantes de Erthland se questionaram sobre o desaparecimento dos Dragões, e desde que o ultimo foi visto, o resto se tornou em nada mais que somente uma lenda, ou histórias para crianças.
Oficialmente a julgo popular os Dragões era seres mitológicos atualmente extintos, a maioria nem mesmo acreditava que um dia eles chegaram a existir de alguma forma, porém, cientistas e arqueólogos não pararam suas buscas para identificar o que realmente ocorreu durante o passar dos tempos que acabou levando ao "fim" dos Dragões.

Um grupo de pesquisadores amadores que viajavam perante um deserto a Sudoeste de Fiore encontraram uma serra situada entre o deserto e o litoral. Um grupo de montanhas  rochosas e sem vegetação nenhuma, aos pés de cada elevação ficam as areias vermelhas do deserto, e no topo de cada montanha existia minério de lácrimas.
Foram 27 anos estudando as montanhas e escavando os arredores, até que com sorte alguns arqueólogos encontraram um fenda em cada 1 das montanhas, e dentro delas passagens criadas por mãos humanas, e no fim, um templo... um templo de adoração a pedras preciosas cuja o objetivo era representar seus deuses, os Dragões.

Uma ceita religiosa, um grupo de magos das trevas, ou até mesmo sábios anciões... não se sabe ao certo quais foram os grupos de pessoas que criaram estes templos, mas as montanhas ocas servem como proteção e um monumento puro ao o que foi um dia a "Era dos Dragões." Cada montanha aparenta ser específica a um dragão ou raça existente na época, por isso a diferença de cores, a diferença elemental, e a presença uma energia em cada uma, energia essa que já foi comprovada por estudiosos como Magia de Dragão.




Alguns templos são específicos, outros cultuam diferentes dragões antigos...




Os pesquisadores nomearam o local de "Sandoragon" (Sand = Areia, Doragon = Dragão). É evidente o poder das lácrimas, e por isso muitos aventureiros começaram suas buscas de como obter este caminho mágico.




Recentemente alguns exploradores do governo acabaram encontrando algumas vilas e aldeias entre as montanhas e o litoral, com isso, em parceria com o Conselho o governo decretou que Sandoragon seria propriedade particular dos nativos com o intuito de manter a cultura local intacta.

Muitos tentam ter acesso aos templos porém só alguns aventureiros conseguem obter contato direto com os cristais draconianos.






Forgotten Tales:




As explorações do sudoeste do Reino de Fiore trouxeram mais do que esperávamos.  Consequentemente o litoral passou a ser povoado e usado como ponto turístico de alguns aventureiros e curiosos, os nativos das montanhas começaram a criar rotas e trilas entre o litoral e o deserto, elevando assim o tráfego de visitantes.

Como o litoral sudoeste começou a ser visitado frequentemente, houve uma necessidade da exploração do mar naquela área, então sem demora muitos pescadores e pesquisadores em biologia marinha começaram a circundar aquela área em busca de novidades. Novas raças de animais, clima diferenciado, corais, recifes, muitas coisas foram encontradas ali, porém o mais importante foi a "Zona de Serenidade".

Chamada assim pelos pescadores que se implantaram no litoral, a Zona de Serenidade era um local localizado a poucos quilômetros da costa, uma extensa área que foi considerada o melhor local para a pesca de todo o reino. A maré não variava muito, as ondas não excediam 1 metro sequer, e assim as atividades marítimas ali aumentaram gradativamente ao longo do ano. Alguns grupos de pesca até afirmavam comprar uma área específica para pescar, afinal não era necessário se mover muito com o barco, era como se os peixes pulavam para dentro da rede.

Alguns anos se passaram, e tudo ocorria normalmente, mas aquele local acabou se revelando ser a região marítima mais importante do reino graças a um incidente.
Um barco pesqueiro que navegava à margem da Zona de Serenidade sofreu apresentou defeitos em alto mar, e uma pane no painel de controle do navio acabou gerando um leve incêndio, a companhia de pesca ordenou que os pescadores abandonassem o navio já que   não havia outra unidade por perto, e assim o resgate demoraria demais a chegar. Ninguém se feriu, mas o barco permaneceu em chamas e ancorado no local, e como já era de se esperar afundou ao alastrar-se das chamas. Semanas depois quando um grupo de mergulhadores retornou ao local, mergulharam em busca do navio afundado com o intuito de fazer um relatório sobre o acidente, mas o que eles encontraram foi outra coisa:






Desde então a zona de serenidade nunca mais pôde ser a mesma. Choveram pesquisadores, historiadores, arqueólogos, pesquisadores em magia, aventureiros e curiosos. Todos queria ver os templos e ruínas submersos e com isso tentar entender o motivos para tal acontecimento, como o templo foi parar debaixo d'água, será que foi construído lá, ou a ilha afundou, ou talvez tenha sido obra de alguma magia perdida... a explicação ainda não foi encontrada.

Recentemente foi descoberto que o local era na verdade uma ilha usada para cultuar certos deuses, eram templos, igrejas, monastérios, tudo categorizado e classificado de acordo com sua função e objetivo, porém não se sabe ao certo que deuses estes povos cultuavam, afinal nada foi encontrado em relação a isto, a não ser algumas imagens reproduzidas em pedras e alguns pergaminhos rasgados e danificados pela água do mar.







Graças a falta de informação sobre o passado e as histórias destes deuses, o local foi chamado de "Forgotten Tales" (Contos Esquecidos), alguns populares a chamam de Ilha Esquecida, o local fica a alguns quilômetros do litoral Sudoeste do Reino de Fiore.







Mas tem um lugar nas ruínas que nenhum historiador insiste em procurar por algo. Falam que ali a pressão da água é "estranhamente" mais forte e que todas as construções são feitas de pedra sólida e por isso estão fechadas, e além do mais é um local repleto de criaturas marinhas devido a profundidade e falta de luz. Alguns exploradores ja fizeram expedições para este lugar mas sempre acontece acidentes e alguém acaba se ferindo... por isso acaba sendo um local esquecido.





Relatos correm por toda Fiore dizendo que alguns obtiveram poderes extraordinários encontrando pergaminhos antigos nas ruínas, mas isso são só boatos sobre aqueles que um dia resolveram explorar a "Ilha Esquecida"








avatar
Lord.Kiaro
Admin
Admin

Mensagens : 1993
Data de inscrição : 14/11/2011
Idade : 20
Localização : Perto... Muito Perto...

Ficha de Personagem
Ficha:

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum