Últimos assuntos
» [Parceria] Saint Seiya RPG - Santuário RPG
Qui Jun 29, 2017 2:08 pm por Sazaki

» [Parceria] Naruto Survival RPG
Dom Jun 18, 2017 2:43 pm por Survival_Naruto

» Finalmente, o fim do FTA
Qui Abr 06, 2017 8:25 pm por Lord.Kiaro

» Teste de templates
Qui Abr 06, 2017 3:48 pm por Raizen

» [Parceria] Grim Gale
Qui Mar 09, 2017 10:52 am por Grim Gale

» Nascimento TFA
Dom Fev 26, 2017 6:36 pm por Lord.Kiaro

» Previsões?
Sex Fev 10, 2017 7:44 am por Erj Euclid

» Parceria Naruto Tte Bayo
Dom Dez 18, 2016 9:32 am por Aegon

» Hoorii Raito
Qua Nov 16, 2016 2:17 pm por GM.Jin

» Nova Lore
Ter Nov 15, 2016 1:47 pm por GM.Jin

» Mia Avaron
Ter Nov 15, 2016 1:39 pm por GM.Jin

» Aohana Yume
Ter Nov 15, 2016 1:38 pm por GM.Jin

» Ajani Stiegen
Ter Nov 15, 2016 10:43 am por GM.Jin

» I - First
Ter Nov 01, 2016 10:58 am por ADM.Ideo

» Alissa Sena
Dom Out 23, 2016 6:54 pm por GM.Jin


Tsurasawa "Hyüga" Kaeshi

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Tsurasawa "Hyüga" Kaeshi

Mensagem por Krolm em Sex Jan 30, 2015 8:57 pm

~ FICHA DE PERSONAGEM ~


~ Pessoal  ~
Nome: Tsurasawa "Hyüga" Kaeshi
Idade: 25 Anos
Altura: 186 Centímetros
Peso: 93 Quilos
Sexo: Masculino
Mão Predominante: Destro
Grupo: Cavaleiro
Cidade Natal: Hargeon Town
Localização: Hargeon Town

Nível: 1
XP: 0/30
Jewels: 50.000J


~Atributos Primários~

Força: 6
Agilidade: 0 + {+5 Cavaleiro}: 5
Vitalidade: 1 + {+5 Cavaleiro}: 6
Inteligência: 0 + {+5 Cavaleiro}: 5
Destreza: 2
Percepção: 2
Carisma: 0
Poder Magico: 4

~ Atributos Secundários ~

HP: 30
PM: 40

Cálculos:
HP: Vitalidade x 10 + 20
PM: Poder Magico x 5 + 20

Dano: 8 + {+4 / -2 = +2}: 10
Poder de Fogo: 3
Acerto: 3 + {+3}: 6
Esquiva: 6
Bloqueio: 9 + {+4}: 13
Controle Mágico: 7
Persuasão: 2 - {-8}: 0
Velocidade de Ataque: 4 (Valor Fixo)

Cálculos:
Dano: Força + ½ Agilidade
Poder de Fogo: Destreza + ½ Percepção
Acerto: Percepção + ½ Destreza
Esquiva: Agilidade + ½ Destreza
Bloqueio: Vitalidade + ½ Força
Controle Mágico: Inteligência + ½ Poder Magico
Persuasão: Carisma + ½ Inteligência
Velocidade de Ataque: 4 (Valor Fixo)

~ Caminho Mágico ~

Magia inicial: Rainbow Fire Magic
Descrição: Rainbow Fire Magic é um tipo de magia caster e uma vertente de Fire Magic. Para alem de poderem criar e manipularem o fogo, podendo ser de outros magos de fogo, este magos conseguem criar vários tipos de fogos, com vários efeitos diferente. O propósito desta magia é usar os fogos das cores do Arco-íris, mas até agora, só foram mostrados na Anime/Manga quatro tipos de fogos diferentes.
Esses quatros tipos de fogos serão os que os magos poderão usar e obviamente que cada uma deles terá um efeito diferente, sendo eles:


Red Fire - Tal como o nome indica, é um fogo vermelho. Este fogo tem todas as propriedades normais do fogo.

Blue Fire - Blue Fire é um fogo azul, mas ao contrários de outros fogos, este é gélido e consegue congelar o que tocar.

Orange Fire - Orenge Fire é um tipo de fogo que deita cheiro. O cheiro deste fogo é muito desagradável e pode causar náuseas as pessoas que o cheiram. Para os Dragons Slayer e os God's Slayer de fogo, que o conseguem comer, também tem um gosto muito horrível.

Purple Fire - Purple Fire é um tipo de fogo solido. Ou seja, ele não queima no toque mas por ser solido, consegue causar grandes danos.
Nível: 1
XPM: 0/10
~ Vantagens  &  Desvantagens ~

Vantagens:

Ataque Poderoso (Gasta 20 pontos)
Você tem uma força física muito alta e tem a capacidade de causar maiores estragos com seus ataques.
Bônus: +4 Dano

Acuidade com Arma (Gasta 15 pontos)
Você possui uma alta destreza o que lhe proporciona maestria em manusear armas e objetos, por mais que estes sejam menores.
Bônus: +3 Acerto

Bloqueio Aprimorado (Gasta 20 pontos)
Você tem uma grande habilidade para bloquear golpes, essa vantagem aprimora suas chances de bloqueio rápido.
Bônus: +4 Bloqueio

Desvantagens:

Código do Combate (+10 Pontos)
Nunca atacar um oponente indefeso, ou em desvantagem numérica.
Bônus: -2 Dano

Código da Gratidão (+10 Pontos)
Quando alguém salva sua vida (ou de um ente querido seu), você fica a serviço dessa pessoa, até conseguir devolver o favor (salvar sua vida).
Bônus: -2 Persuasão

Código da Honestidade (+10 Pontos)
Nunca roubar, trapacear, mentir ou desobedecer às leis locais, nem permitir que seus companheiros o façam.
Bônus: -2 Persuasão

Má Fama (Ganha 20 pontos)
Você é infame. Talvez você tenha fracassado em alguma missão importante, foi derrotado ou humilhado publicamente, é um ex-criminoso tentando se regenerar... por algum motivo, ninguém acredita ou confia em você, além de terem grandes suspeitas sobre seus atos, seja de forma merecida ou não.
Motivo: A má fama de Kaeshi veio graças ao modo como realizar seus trabalhos e continua realizando; sendo sempre um destruidor e causando a morte de todos os adversários que enfrenta, ou quase sempre. Graças a isso, as pessoas começaram a olhá-lo com medo e desconfiar sempre do que ele poderia fazer com elas, embora, de fato, ele apenas faça algo "ruim" com os seus oponentes.
Bônus: -4 Persuasão

~Perícias ~



Acrobata: Você possui uma noção de movimentação maior, pode realizar manobras com mais facilidades e manter o equilíbrio com mais facilidade.

Habilidade corpo a corpo: Seus golpes com armas de curta distâncias são mais ágeis.


~ FAMA E REPUTAÇÃO  ~

Photoplayer:
Spoiler:
Nome do Personagem: Gatts ~ Berserk

Reputação:


Rank de Reputação: Comum
Missões Executadas: 0
Alcunha: Adquirida no decorrer do RPG.
Recompensa Vivo Ou Morto: Adquirida no decorrer do RPG.



~ EQUIPAMENTOS ~


• ARMA(S)
Nome:
Bônus:
Dano:
Requerimentos:
Custo:

• CABEÇA
Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• TRONCO
Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• BRAÇOS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• MÃOS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• PERNAS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-

• PÉS
-Nome: -x-
Bônus: -x-
Requerimento: -x-
Custo: -x-


~ INVENTÁRIO~

~ POSSES ~


•Localização:
•Tipo: Casa, Navio, Nave
•Direitos Da Propriedade:  Sua ou Alugada
•Descrição:


~ TÉCNICAS  ATIVAS ~


• -X-
• -X-
• -X-
• -X-
• -X-


~ TÉCNICAS PASSIVAS/BUFF ~


• -X-
• -X-
• -X-



~ EXTRAS ~


APARÊNCIA:


Kaeshi é dono de uma aparência única e marcante, de fato. Sua pele é de tonalidade morena, um estilo "bronzeado", porém, o que mais chama a atenção em sua pele, são suas cicatrizes, que enchem o corpo inteiro do "Andarilho", alcunha que ele mesmo lhe deu. Seu cabelo é curto e mantém um padrão comum; arrepiado e bagunçado, não dando muita importância para essa parte do corpo, uma vez que não influencia em nada no campo de batalha. Seus olhos seguem uma tonalidade escura, tal como seu cabelo, sendo um preto forte e levemente diferente dos demais; uma situação curiosa nos olhos do mago é o seguinte fato: seu olho esquerdo possuí uma tonalidade muito mais clara que o direito; em outras palavras: seu olho direito é totalmente escuro, já o esquerdo é bem mais claro, chegando a tonalidade do cinza, chamando sempre a atenção de quem os olha por muito tempo.

Seu físico é algo a se invejar, de fato. Kaeshi possuí músculos por todo o corpo, tendo braços, pernas e barriga bastante definidos. Isso se vale ao treinamento árduo que o "Andarilho" iniciou logo na infância e o mantém até hoje, sempre aperfeiçoando seu físico, mas, sem almejar uma superioridade ainda maior, optando por deixar seu corpo da maneira que está. Quando sem roupa nenhuma, é possível ver várias cicatrizes no corpo do mago, algumas que não são possíveis de se ver quando ele está com suas vestes completa; na realidade, a única cicatriz visível quando Kaeshi está "normal" e sem pretensões na rua, é a que fica na sua bochecha no lado esquerdo, uma cicatriz na forma de um "\", que pega metade da sua bochecha esquerda, porém, essa é uma das cicatrizes mais simples das muitas que ele possuí.

Há cicatrizes nos seus braços, três no ante braço de cada um deles, uma única e enorme cicatriz na forma de um "V" em suas costas, puxando um pouco mais para a lateral direita das costas. Há duas cicatrizes em seu peito, uma posicionada no peito esquerdo na força de um "X" e uma outra um pouco abaixo do peito direito, num formato de "/\". Suas pernas são a única parte do seu corpo que não possuem cicatrizes e dentre todas as existentes em seu corpo, a mais "importante" para Kaeshi é a que fica localizada em sua nuca, no lado direito, tendo como forma um símbolo que representa sua família. A cicatriz foi feita com magia e toda vez que o "Andarilho" entre em combate, a mesma acaba por sangrar um pouco, porém, ela nunca o afeta em combate.

Uma parte fácil de se ver, quando não coberto por sua capa negra, é o seu braço mecânico esquerdo. Kaeshi acabou perdendo seu braço numa missão "trabalho" que ele estava fazendo com o seu pai e por enfrentar um oponente mais forte que si próprio, ele acabou tendo como consequência a perca do seu braço, porém, uma prótese perfeita por inserida com magia no espaço "vago" e a única diferença é que ela é de metal e a cor segue os traços padronizados do metal, mas, os movimentos são comuns como os de um braço normal e a potência dos golpes se torna maior, uma vez que o metal é mais pesado do que o braço humano.

As vestes do mago são compostas por peças de armaduras pesadas e que servem para lhe oferecer uma maior defesa contra golpes, mas, no mundo da magia, suas roupas servem apenas para enfeite, uma vez que elas são boas apenas contra golpes físicos, mas, novamente, quando se tratando de magia, a armadura é apenas uma peça de roupa; em palavras mais claras, a armadura é boa contra golpes de "humanos" que não sabem magia. Fora suas armaduras de metal, sua parte principalmente da roupa é uma capa preta enorme que cobre seu corpo inteiro, sendo que a única parte a mostra é o seu rosto. A capa, por ser tão grande, arrasta de leve a pontinha no chão, sendo impossível até de ver as botas de metal fino e leve do mago.

A capa possuí um capuz negro e enorme, que quando posto, cobre todo o rosto do "Andarilho", criando sempre uma sombrinha em sua face e deixando amostra apenas a sua boca e seu nariz, sempre tampando seus olhos aos outros, entretanto, não tampando sua visão, podendo enxergar normalmente. Por último, em suas costas, Kaeshi carrega uma montante enorme que ele usa como portadora de suas magias, para deixá-la mais potente e também para golpes ofensivos e destrutivos, uma vez que lutar com a montante é uma característica única dele, assim como usar sua magia para "enfeitiçá-la" e torná-la mais destrutiva do que quando em seu modo "normal".

PERSONALIDADE:

Um rapaz sério, frio e solitário; talvez essas palavras já sejam capazes de definir bem o comportamento "geral" do mago. Seu modo de agir costuma ser bastante único, uma vez que nunca muda e quando muda, é pouca coisa. Se tratando do dia "comum", onde não há nada para fazer, de fato, Kaeshi se comporta normalmente, as vezes fazendo caminhadas, ou, na maioria das vezes, ficando em sua casa, relaxando; afinal, treinar a mente é uma das partes mais importantes do seu treino.

Ao tratar-se de uma batalha, o "Andarilho" age de maneira mais fria, sendo completamente sério no campo de batalha e falando muito pouco, a não ser que seu oponente seja realmente tagarela e o faça querer falar; nesse caso, seu adversário já pode se considerar digno, uma vez que para fazer Kaeshi conversar numa batalha, precisa ser muito digno de suas habilidades conversativas, por assim dizer.

Seu modo de combate costuma ser bastante agressivo, não tendo muita paciência para estratégias, porém, sabe a hora de usá-las e colocá-las em prática, não deixando a estratégia de lado, mas, não a usando sempre também.

Quando o assunto é o Conselho e a Imperium, Kaeshi costuma ser bastante objetivo, tendo como base o seguinte: A liberdade, a independência. O "Andarilho" segue os Cavaleiros, que servem diretamente o conselho, porém, ele se consideraria mais um "Mercenário", uma vez que ele faz os trabalhos apenas para ganhar Jewels e não por que tem algo contra a Imperium; O motivo pelo rapaz não ter seguido a Imperium, é simplesmente pelo seu estilo adequar-se melhor a um Cavaleiro.

HISTÓRIA:




The Betrayal !




Já haviam-se passado treze anos desde o nascimento de Kaeshi e agora o garoto já era um mago capaz de manipular todos os elementos da sua magia. Durante sua infância, o "Andarilho" treinou arduamente, praticando sempre como usar cada técnica básica sua, tal como aprimorar o seu físico, que mesmo tendo sido trabalhado, ainda não era algo anormal, embora, para uma garoto da sua idade, fosse bastante "diferente", por assim dizer. Kaeshi, assim como alguns soldados de seu pai, estavam acampados numa floresta, aguardando por pessoas ou outros "exércitos" que passassem por ali, para que dessa forma, eles pudessem roubá-los.

O mago já estava em sua tenda, deitado de barriga para baixo e com os braços cruzados por baixo de seu rosto, mantendo-o virado para a direita; lado oposto à entrada da tenda. O garoto já estava com os olhos quase fechando quando fora surpreendido por uma mordaça que era brutalmente colocada em sua boca e então fortemente puxado para trás, sentindo seu pescoço forçá-lo ao máximo para se livrar desse ataque.



Com o canto dos olhos, Kaeshi conseguia ver que aquele era um dos soldados de seu pai, entretanto, ele não imaginava o porque do homem estar fazendo aquilo, logo, ele não se importava em revidar. Com força e já sem medo de agir, o garoto usou seu pescoço e forçou sua boca para a frente, fazendo com que o brutamontes soltasse a mordaça, livrando-o daquele incomodo, porém, antes que o Andarilho pudesse se reerguer para o combate franco, o soldado já avançava num passo longo, passando sua mão por trás de Kaeshi e lançando-o de cara no chão.


- Garoto, é melhor não reagir; entenda, nós não temos mulheres por aqui, então, usarei você. - Os olhos de Kaeshi se arregalavam ao ouvir tal afronta e embora seu corpo estivesse imobilizado pelo joelho em suas costas e uma mão segurando seu braço esquerdo e a outra pressionando seu rosto contra o chão, o mago ainda tinha certas opções de ataque. Com a mão direita que estava totalmente móvel, Kaeshi a erguia com certa dificuldade e então colocava o dedo indicador na lateral do corpo do soldado, usando de sua magia para queimar o homem, que mudava a expressão do seu rosto, sentindo a queimadura e soltando o mago, dando-lhe a brecha que ele precisava, para então girar seu corpo e acertar um forte chute no estômago do homem, lançando-o levemente para trás.


Ao ver o homem se afastar depois do golpe e ainda sentindo a queimadura na pele, Kaeshi aproveitando para girar o corpo numa cambalhota para trás e ainda puxava o cobertor junto com ele, se levantando e enrolando-o na cintura. O mago havia parado em pé bem ao lado de sua montante, que havia sido lhe dada por seu pai. Com calma, o garoto se abaixava e então pegava a arma, segurando-a na diagonal, em frente ao seu corpo, olhando seriamente para o soldado que o havia atacado, que por sua vez, sorria; um sorriso louco e sarcástico, como se zombasse do mago a sua frente apenas por seu tamanho.


- Quem o mandou aqui? Como você pode atacar o filho do comandante desse exército? - A indignação de Kaeshi era visível, porém, sua seriedade não desaparecia por nenhum minuto, entretanto, ele não contava com a agilidade de um homem que parecia tão lento. Num movimento rápido, o soldado assoprou o ar, lançando uma espécie de areia que cegou momentaneamente o mago, que ao fechar os olhos, já pôde sentir a mão do homem tocar seu pescoço, erguendo-o e mantendo-o erguido no ar, sufocando lentamente.


- Garoto, foi o seu pai mesmo quem o vendeu para mim; eu já disse, não reaja e tudo será mais fácil para nós dois. - Novamente Kaeshi vinha a se surpreender, afinal, seu próprio pai havia o vendido para o uso sexual e cruel de um soldado qualquer. Quase sem ar, o mago ergueu seu punho, segurando firme na garganta do brutamontes, que por mera burrice, havia se esquecido que Kaeshi fora um mago capaz de controlar os elementos da natureza e sem poder reagir, ele apenas sentia a garganta queimar, soltando o garoto, que assim que teve os pés no chão, mandou uma rasteira veloz contra o soldado, levando-o ao chão e apertando firme o seu pescoço, queimando-o pouco a pouco; Kaeshi viu o homem agonizar até ter sua vida tomada pelas mãos do mago, que o soltou apenas quando já não o via mais respirar.

Por horas Kaeshi pensou no que fazer, sentado ao lado do morto, porém, nada veio em sua mente, entretanto, a partir daquele dia, ele sabia que nem se quer poderia mais confiar em seu pai, entretanto, o homem não sabia que seu filho fora capaz de usar magia, uma vez que sua mãe foi quem o ensinou tudo que ele sabe sobre o mundo mágico e sobre si mesmo nesse mundo. Sem ter nada que ele pudesse fazer no momento, ele aguardou, deitando-se em seu colchão e cobrindo-se com a coberta que a pouco enrolava sua cintura. Diferente de quando estava prestes a dormir, Kaeshi agora deitava-se com a barriga para cima, cruzando seus braços por baixo de sua nuca e a apoiando, esperando a hora passar, pensando em tudo e já tendo em mente o que faria.





The decision of a Murderer !






Enquanto estava deitado, Kaeshi olhava para o céu, usando o buraco que ele mesmo havia feito no topo de sua tenda. Sua cabeça estava conturbada, ele sabia o que deveria fazer e sabia das consequência, mas, mesmo assim, ainda era complicado. O garoto aguardou até que todos fossem dormir e só se levantou quando já não tinha mais barulho algum no acampamento. Com movimentos lentos e bastante calma, o mago foi se levantando, tirando o cobertor de cima de seu corpo e usando-o novamente para cobrir de sua cintura para baixo.

Antes de sair de sua tenda, Kaeshi pegou sua montante e então fechou seus olhos, abaixou sua cabeça e pensou; durante esse tempo, o mago tentou se concentrar no que deveria ser feito e mentalizou que estava certo, afinal, seu pai estava o usando para conseguir mais dinheiro, que era a única coisa com a qual ele de fato se preocupava. Com cautela e silêncio, Kaeshi andou até a tenda de seu pai, adentrando-a e vendo que ele estava dormindo num sono pesado, como de costume. O garoto o olhou por alguns minutos, até que voltasse a andar e então parasse à frente do corpo de seu pai, olhando-o com frieza e seriedade; um olhar assassino.



Kaeshi se manteve parado nessa posição durante alguns minutos, até que serrou seu punho esquerdo, fechou-o com força e o pressionou, como se estivesse realmente com ódio de seu pai. - Você nunca foi o meu pai. Você me usou todos esses anos e eu sempre pensando que você me treinava por gostar de mim e querer passar mais tempo próximo ao seu único filho. De alguma forma, eu nunca acreditei nesse seu sentimento falso de "Amor" e graças a isso, você me ensinou a nunca amar uma pessoa, obrigado, pai. Em consideração a esse aprendizado, permitirei que morra em seu próprio sono e eternize em seu sonho. - As palavras de Kaeshi ecoavam com um tom de tristeza, até que uma gota de lágrima escorreu por seu olho esquerdo, tocando o chão em poucos segundos.

No mesmo momento em que a lágrima tocava o chão, a lâmina do mago tocava a garganta de seu pai, cortando-a num corte único e letal, não dando nem chance para que o comandante pudesse ter alguma reação ou sentir dor. Ao matar seu próprio pai e também o general daqueles homens que acampavam naquele local, Kaeshi sabia que teria que ir embora, pois todos iriam querer matá-lo e quando mais longe ele estivesse, mais difícil seria. Com um pouco mais de velocidade, o mago andou até sua tenda, vestindo-se com sua armadura e colocando sua montante em suas costas, tomando agora um caminho que nem mesmo ele saberia onde ia parar.





The path of a Wanderer !




Durante vários anos Kaeshi vagou sozinho no mundo, sendo um verdadeiro Andarilho, alcunha que ele mesmo se colocou durante alguns pensamentos solitários. Para sobreviver, o garoto comia mato e bebia a água da chuva que era bastante frequente, para a sua sorte. Já com seus dezessete anos de idade, o mago já havia aprendido muito mais sobre sua magia, tendo um controle muito maior, tal como a habilidade com sua montante, que o acompanhava durante toda a sua jornada até então. Próximo aos arredores de uma cidade de Fiore, Kaeshi notava certo tumulto e alguns gritos, então, por curiosidade, ele se aproximou, tentando entender o que estava acontecendo por ali.

Quando chegou próximo o bastante, foi capaz de ver uma roda de pessoas e no centro dela um homem enorme que carregava consigo um martelo de duas pontas afiadas. Um pouco afastado, de frente para o "carrasco", havia outro homem, este por sua vez anunciava uma luta, a qual o vencedor receberia uma grande premiação em dinheiro. Kaeshi pensou por poucos minutos até que andasse por entre as pessoas e parasse a três metros do homem, que era bem maior que ele, de fato. Assim que o soldado que anunciava a luta via o mago, era inevitável uma risada sarcástica, assim como o do que aguardava pelo oponente, entretanto, logo as risadas foram extintas pelo soar da voz de Kaeshi, que era sério e objetivo ao falar.



- Eu não estaria rindo se fosse você. Afinal, não é sempre que vemos a morte diante de nossos olhos. - Sem dar tempo para o adversário, Kaeshi já avançava num ataque feroz contra seu alvo, sacando sua montante na "metade" do caminho e então passando pela lateral esquerda do corpo do brutamontes, que apenas arregalava os olhos, sentindo o sangue escorrer pelo canto da sua boca. Foi o tempo do garoto colocar a montante de volta a seu suporte para que o sangue estourasse como uma bomba pra fora do corpo do soldado, que caia morto no chão em seguida.

Sem delongas, Kaeshi andou até o soldado que anunciava a luta e então jogou o capacete que fora dado ao desafiante e pegava sua recompensa, colocando a bolsa em suas costas e voltando a tomar seu caminho sem rumo, entretanto, enquanto andava lentamente, o mago pôde ouvir a oferta do soldado, que lhe oferecia abrigo, dinheiro, fama, comida e tudo o que ele precisava fazer era juntar-se ao exército do mesmo; porém, sem dar muita atenção, o Andarilho seguiu seu caminho, até que teve seu ombro tocado e tudo o que fez foi olhar com o canto dos olhos, seriamente, como um assassino.

Ao notar esse olhar, o soldado rapidamente tirou as mãos do ombro do garoto, que virou seu rosto lentamente para o lado direito, local mais próximo e fácil de olhar com o canto dos olhos para o homem que lhe oferecia "boa vida".



- Eu sou um mercenário, não um servente de um exército tão fraco como o seu. E lembre-se de uma coisa, soldado: Caso nos vemos novamente, não toque em mim, ou não poderei garantir seu braço colado ao seu corpo. - Foram essas as últimas palavras de Kaeshi antes que ele voltasse a tomar seu caminho sem rumo.




The first defeat !




Depois de andar por várias horas, Kaeshi parava em meio a algumas árvores para descansar um pouco, porém, aparentemente não seria possível tal descanso, uma vez que ele ouvia o barulho de várias pessoas se aproximando e o tempo era curto, tempo suficiente para ele se levantar e já pegar sua montante, deixando-o empunhada por suas duas mãos. O exército vinha se aproximando e conforme chegavam mais soldados, alguns já vinham para cima do mago, que atacava com ferocidade e velocidade, acertando e matando cada um daqueles homens que avançava contra ele.

A primeira "remeça" já havia sido destruída e parecia que agora seria um combate direto, um contra um. Havia um soldado em especial, que provavelmente fora o general daquele exército e Kaeshi sabia disso, por isso, não hesitou em atacar o homem que estava montado em seu cavalo, porém, quando ele parecia estar perto para atacar, pôde apenas sentir uma lâmina perfurá-lo ao lado do coração, num ponto quase vital; aquilo foi o suficiente para fazer o mago cair desacordado no chão.

Muitas horas se passaram após aquele incidente, porém, Kaeshi não havia sido morto, por alguma razão que nem mesmo ele conseguia imaginar. Ao acordar, ele se via dentro de uma tenda, deitado e com curativos em seu ferimento. A dor não era muito grande, mas, era algo que incomodava bastante.



Seu primeiro movimento foi erguer seu tronco, ficando numa posição onde estivesse sentado e então levou sua mão direita até o ponto onde havia sido atingido e foi então que notou o curativo. Pela intensidade e velocidade a qual a dor ia passando, com certeza havia sido o uso de magia que o curou tão rapidamente. Mesmo sabendo que estava "prezo" com os inimigos, Kaeshi se levantava e se retirava da tenda, abrindo-a lentamente, tentando achar o homem que havia o derrotada tão facilmente.


Depois de procurá-lo por algumas vezes, Kaeshi fora abruptamente assustado pela presença de um rapaz de aparência jovial, cabelos longos e loiros e uma pele bastante pálida. O sorriso no rosto do rapaz era algo duvidoso, porém, o mago apenas ouviu o que ele tinha a dizer e o seguiu, assim como ele havia pedido. Ao chegarem no local desejado, o rapaz de cabelo loiro apresentou-se como "Lass" e revelou ser ele o general do exército, tal como o que havia dado aquela cicatriz à Kaeshi.

Em meio às palavras de Lass, um homem se aproximava com a montante do Andarilho, devolvendo-a a seu dano, já trazendo um pouco mais de confiança sobre onde ele estava. Ao terminar de falar, o mago entendia o porque de ainda estar vivo: Lass o queria em seu exército e como gratidão por ter sido derrotado, Kaeshi aceitou o pedido, se tornando membro não só de um exército, mas de um exército que servia diretamente o conselho; esses eram os Cavaleiros.





The choice of a Merc !




Kaeshi ficou com aquele exército durante oito anos, treinando suas habilidades mágicas e aprimorando seu condicionamento físico. Ficar com aqueles soldados era realmente bom, pois todos treinavam e praticavam suas habilidades e todos eram fortes, magos com capacidades incríveis e tudo isso agradava o Andarilho, porém, ele sabia que ali não era o lugar dele; ele já havia feito sua escolha, era um Cavaleiro, porém, não podia se manter prezo a um exército, não ainda.

Numa noite de lua cheia, Kaeshi chamou Lass para que ambos pudessem conversar um pouco, entretanto, o general já sabia o que o mago tinha a dizer, mas, mesmo assim, deixou que ele falasse e comportou-se como um bom ouvinte. Ao concluir, Lass apenas sorria para Kaeshi, tocando-o no ombro e fechando os olhos, balançando o rosto num gesto de "Sim", como se apoiasse a decisão do mago. Mesmo gostando do homem, Lass sabia que ele ainda não estava pronto para se prender num exército tão importante, ele ainda precisava viver um pouco mais da sua vida solitária, afinal, ele gostava disso.

Nessa mesma noite, Kaeshi tomou seu rumo e deixou, como recordação, sua montante. Tudo estava diferente, inclusive as vestes do homem. Em meio a claridade da lua, o Andarilho se virou e iniciou novamente uma caminhada que ele não saberia onde iria parar, mas, ele sabia onde ir para conseguir Jewels e prática de combate; o Conselho. Como Cavaleiro, ele sabia que poderia ganhar a vida realizando trabalhos para tal, então, não era algo complicado.

Sua missão agora era extinguir todo o mal do mundo; ou, pelo menos, é isso que o Conselho esperava que ele o faça.




~ HISTÓRICO DE FEITOS ~


Npcs Conhecidos:
Spoiler:
Nome:
Aonde conheceu:
Relação:

Npcs Criados:

Spoiler:
Nome:  
Aonde conheceu:
Relação:


Players conhecidos:

Spoiler:
Nome:
Aonde conheceu:
Relação:

Historia de Aventuras:

Spoiler:
Esta parte é o player que decide por ou não, aqui fica um histórico de tudo oque ele fez em FTRPG. O player pode pedir a atualização de Resumos criados por ele mesmo de suas aventuras.


"Ȩs̀țam͘oͦs̚ ̴aq̉uͬi͓ ̲p̝ä́ra ͫman̍t̤e̦r̻ ͟a ̣or̍de̿m̱. ͆E͛ a ̎re̸ǧra ͟é͜ cl̈a̝ra!"
avatar
Krolm
Admin
Admin

Mensagens : 255
Data de inscrição : 22/08/2012
Idade : 17

Ficha de Personagem
Ficha:

http://www.fairytailadventure.net/t8976-krolm-halfdragon#56258

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum